Abolições inacabadas I – Heróis da Liberdade

Ouvir este lindo samba-enredo de Silas de Oliveira, Mano Décio da Viola e Manoel Ferreira na voz de Roberto Ribeiro (à capela) é uma das coisas incríveis que podem acontecer a um brasileiro.

A música apresenta a “negociação” discursiva dos compositores com a censura (a música é de 1969): Com “flores e alegria veio a abolição”/ soldados e tambores, alunos e professores” no final há uma breve alusão ao hino da Independência: Já raiou a liberdade…

Em tempo de abolições inacabadas.

Heróis da Liberdade
(Silas De Oliveira, Mano Décio E Manoel Ferreira)
Samba, ó samba
Tem a sua primazia
Em gozar de felicidade
Samba, meu samba
Presta esta homenagem
Aos heróis da liberdade

Passava noite, vinha dia
O sangue do negro corria
Dia a dia
De lamento em lamento
De agonia em agonia
Ele pedia o fim da tirania
Lá em Vila Rica
Junto ao largo da Bica
Local da opressão
A fiel maçonaria, com sabedoria
Deu sua decisão
Com flores e alegria
Veio a abolição
A independência Laureando
O seu brasão
Ao longe soldados e tambores
Alunos e professores
Acompanhados de clarim
Cantavam assim
Já raiou a liberdade
A liberdade já raiou
Essa brisa que a juventude afaga
Essa chama
Que o ódio não apaga pelo universo
É a evolução em sua legítima razão

Samba, ó samba
Tem a sua primazia
Em gozar de felicidade
Samba, meu samba
Presta esta homenagem
Aos heróis da liberdade

Ô, ô, ô, ô
Liberdade senhor!

Anúncios

2 comentários sobre “Abolições inacabadas I – Heróis da Liberdade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s