Nas Terras do Bem-Virá.

Acabo de assistir ao documentário “Nas Terras do Bem-Virá” de Alexandre Rampazzo e Tatiana Polastri (e que também contou, na fotografia, com Fernando Dourado). Este filme foi lançado no Festival “É tudo verdade” de 2007, no qual recebeu Menção Honrosa.

Inicialmente, o que se vê é a esperança, a busca de um sonho, marcado no imaginário do trabalhador rural por propagandas governamentais de “melhores lugares no mundo”. Lugares para se ter “um lugar” e deixar de ser errante.

Lentamente, o documentário nos leva ao universo em que o trabalho escravo se institui e ao papel daqueles que devem, legalmente, enfrentá-lo. Do trabalho escravo, há um deslocamento correto para a questão fundiária que toma como referência o sul do Pará e a expansão da devastação da floresta por toda a região média do Estado.

Ações de grande corporações entrelaçadas à pistolagem, violência policial, organização dos trabalhadores e seus porta-vozes mostram um mundo que a maioria dos estudantes e moradores da cidade desconhecem.

A morte da irmã Doroty Stang, rememorada, mostra um momento-chave capaz de traduzir a complexidade dos conflitos agrários em nosso país.

Um filme lindo, que não pretende buscar a objetividade, embora dê espaço ao universo e discursos de fazendeiros e gatos. Um filme que nos provoca o tempo todo, com arquivos de TVs regionais e declarações de toda a ordem. Um filme que provoca o espectador e pergunta: será que você está entendendo o que essas pessoas passam?
Os três anos de pesquisa, as viagens a 29 cidades de cinco estados do Norte e Nordeste, teve de se contentar em virar um documentário com 110 minutos.

A música fica por conta do grande compositor João Bá com Julian Tirado e Nanah Correia.

Conheço o Alexandre e a Tati (fomos professores e alunos) e trabalhei algum tempo com o Fernando. Várias vezes tive o prazer de ouvir o canto de João Bá.
Fico honrado de vê-los nesses 110 minutos, nas horas de terra e selva, de gente e desespero, de ódio luta e esperança. Fico feliz, também, pelos meus filhos.

Anúncios

3 comentários sobre “Nas Terras do Bem-Virá.

  1. Olá professor! Meu nome é Amanda e estudo no 1ºJOB.Muito interessante o seu blog, vou adicioná-lo nos favoritos e, sempre que puder, dar uma lida – nem que seja a prestações.Sobre o documentário, você sabe onde posso encontrá-lo? Sempre me interessei por documentários e por essas questões sociais. E pela descrição feita em sala, ele deve ser bem legal.Abraços,Amanda

  2. Oii Lira! Também sou sua aluna do 1°J0B (que conversou com você hoje sobre Laswell e coisas mais). Consegui entrar no stoa! Muitíssimo obrigada pela dica, gostei bastante. Também vou adicionar nos favoritos seu blog, e espero encontrar esse documentário. Pareceu mesmo muito interessante.E tomara que o blog de jornalismo saia. Será um grande ganho para todos nós.Beijão,Bruna.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s